FIFA reclama, mas é a que mais sai ganhando

Rio de Janeiro (RJ), 04/03/2011, Maracanã / Visitação

ARTE PORTAL DO 3ºB

A Fifa já ganhou US$ 910 milhões (cerca de R$ 1,670 bilhão) com a Copa do Brasil-2014 só no ano passado. A maior parte do dinheiro foi obtido com venda de direitos de TV e de marketing.

O rendimento pela competição está acima da expectativa da Fifa e representa a maior parte da receita da entidade, que somou US$ 1,070 bilhão em 2011. O presidente do Comitê de Finanças do organismo, Júlio Grondona, já havia afirmado estar satisfeito com os resultados do evento brasileiro.

Estes resultados devem-se a uma renda de contratos de TV de US$ 550 milhões e de acordos de marketing de US$ 381 milhões. A entrada de empresas brasileiras como patrocinadoras do Mundial ajudou a inflar esse segundo número.

A prestação de contas da Fifa foi apresentada nesta sexta-feira ao Comitê Executivo, que reuniu-se em Zurique.

COBRANÇAS

Mais cedo, ainda em Zurique, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, se mostrou irritado e cobrou publicamente mais atitude do Brasil.

Fabrice Coffrini/France Presse

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, gesticula durante entrevista coletiva, em Zurique

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, gesticula durante entrevista coletiva, em Zurique

Quando esteve no país, ainda este mês, o dirigente havia amenizado o tom depois de conseguir se reunir com a presidente Dilma Rousseff.

“Convidamos o Brasil a continuar o desenvolvimento do que eles começaram [Copa]. Pelo menos votaram a lei [Geral da Copa] no Congresso. A bola está no campo deles agora para jogar. Queremos atos e não mais só palavras”, afirmou o dirigente.

A resposta foi após uma pergunta ao secretário-geral Jérôme Valcke sobre suas declarações de que o país deveria levar “um chute no traseiro” para acelerar as obras. Blatter não permitiu que ele respondesse.

Ele afirmou que Valcke já pediu desculpas pela declaração e entende que este caso está encerrado com as autoridades brasileiras. Valcke foi confirmado ainda como o encarregado da Fifa para o Mundial.

Em uma reunião na Suíça nesta semana, membros da Fifa já tinham cobrado o Brasil por causa dos atrasos nas obras para o Mundial.

Na ocasião, integrantes do COL (Comitê Organizador Local) projetaram mais gastos para aprontar estádios até a Copa das Confederações de 2013, evento que servirá de teste. Oficialmente, o comitê negou.

Além da preocupação com obras em alguns estádios, as críticas ao andamento da modernização de aeroportos, ao número reduzido de hotéis e ao transporte interno local, também já tinham sido feitas.

FOLHA DE S. PAULO

Anúncios

faça já seu COMENTÁRIO!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s