Ministério Público Federal no Ceará vai pedir suspensão do Sisu em todo o país

 

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) como acesso às universidades em todo o País poderá ser suspenso em território nacional. A informação é do Ministério Público Federal, que vai pedir a suspensão do processo na Justiça Federal do Ceará até o dia 7 de janeiro, data do início das inscrições do SiSU por meio da internet.

De acordo com Oscar Costa Filho, produrador do MPF no Ceará, a ação é motivada porque, segundo ele, o Ministério da Educação (MEC) sabia que o vazamento das 14 questões do Enem para os alunos do Colégio Christus, em Fortaleza, era maior do que o admitido.

Pressionado pelas investigações da Polícia Federal, o MEC decidiu nesta quarta-feira (20) anular as questões para mais 500 alunos do cursinho de pré-vestibular do colégio Christus. O procurador do MPF-CE quer que a suspensão do Sisu permaneça até o fim do inquérito da PF.

A decisão sobre a suspensão ainda cabe à Justiça Federal do Ceará, que deverá analisar a ação do MPF. Caso aconteça, os calendários das universidades de todo o País deverão sofrer alterações, já que a suspensão deverá valer para território nacional.

SINDICÂNCIA NO MEC – O procurador Oscar Costa Filho também informou que deve pedir uma sindicância interna no Ministério da Educação. Ele apresentou um documento assinado pelo delegado da Polícia Federal responsável pelo caso, datado de 11 de novembro, informando que o vazamento das questões também teria chegado aos alunos do curso pré-vestibular.

Leonardo Heffer Do NE10/Ceará

Anúncios

faça já seu COMENTÁRIO!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s